Arquivo | maio, 2014

Feliz, feliz

8 maio

Ola!

Esse é provavelmente o pior titulo que eu ja criei pra esse blog. Como eu tenho certeza que quase ninguém o lê mais, vou deixar isso ai mesmo. Nao riam. Muita coisa aconteceu e eu nao tive paciência tempo de escrever tudo o que eu queria escrever. Agora nesse ultimo mês entao estou tentando abstrair o fato de que eu to indo embora dessa terra chuvosa bebada fria  linda, entao provavelmente ainda escreverei uma ultima vez aqui.

Uma das coisas mais lindas que aconteceu nesse últimos dias foi a visita dos melhores pais do mundo. Certeza que teria sido ainda melhor se meus dois pirralhos favoritos tivessem vindo, mas né, alguns de nós têm que estudar. Bom, eu e meus pais fizemos programas simpáticos por Dublin como levar Mamis numa ex-igreja atual pub, almoçar ao ar livre enquanto chovia e fazia frio, fazer compras como quem preferia estar dormindo, passar horas comendo como se nao houvesse amanha… Tadinha 😦 A verdade é que eu tenho sorte de os ter recebido aqui, porque saí da rotina e me diverti bastante. 

Pouco tempo depois que eles foram embora, resolvi ir pro interior da Holanda assistir um show de metal (Epica <3). Sozinha. Quem nunca viajou sozinho, faça-o! A gente passa aperto, mas se diverte. Conheci pessoas simpáticas e solicitas nos piores e melhores momentos possíveis: tive a habilidade de marcar todos os vôos pra horários muito próximos, o que me fez correr como Bolt doida em todos os aeroportos possíveis; também fui muito sortuda e quase perdi os vôos porque os trens de Tilburg (a cidade do show) para Eindhoven (aeroporto) foram TODOS cancelados; e, por fim, quase matei um segurança no aeroporto quando ele me pediu pra tirar todas as minhas mil pulseiras do braço antes do raio-x. O mais importante de tudo isso é que estou viva e o show foi inesquecível. Ah, e a Holanda é linda!

Estou na pior fase desse curso. Odeio ser pressionada pra escrever mil essays, mas é o que ta tendo de melhorzin né. Nao vou reclamar porque eu poderia estar a toa, desempregada… nao, pera… 😦

Beijos de quem ta quase voltando.